Incêndio devasta transatlântico em construção

Um incêndio destruiu nesta quarta-feira grandeparte do maior e mais luxuoso transatlântico que vinha sendo construído no Japão pela Mitsubishi Heavy Industries em seu estaleiro de Nagasaki (sul do país).Com 130 mil toneladas, 14 andares, 290 metros de comprimento, 41,5 metros de largura e capacidade para 3.100 passageiros e mil tripulantes, o Diamond Princess estava em fase de acabamento interno e deveria ser entregue à proprietária, a empresa britânica P&O Princess Cruises, em maio de 2003.As causas do incêndio são desconhecidas. O fogo começou no quinto andar e se alastrou rapidamente aos demais. Os dispositivos contra incêndio ainda não haviam sido instalados. Embarcações especiais de combate a incêndios no mar da Guarda Costeira japonesa levaram 19 horas para controlar as chamas.Naquele momento, havia cerca de mil trabalhadores a bordo. Todos foram rapidamente retirados e ninguém se feriu. Técnicos da Mitsubishi e da Marinha japonesa iniciaram investigação.Segundo uma avaliação preliminar, a casa de máquinas e o setor de geradores de energia elétrica não chegaram a ser atingidos. "O transatlântico estava segurado", confirmou umporta-voz da Mitsubishi."Não sabemos ainda se poderemos restaurá-lo e também se seria esse o desejo dos proprietários", acrescentou. A construtora japonesa, que estimou o custo do Diamond Princess em 40 bilhões de ienes (cerca de US$ 418 milhões), está construindo um outro transatlântico praticamente igual para a proprietária do Diamond Princess.Ele foi isolado pela guarda costeira e não sofreu nenhum dano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.