JUAN BARRETO/AFP
JUAN BARRETO/AFP

Incêndio em asilo de Caracas mata pelo menos 8 idosos

Das vítimas, cinco morreram asfixiadas e três carbonizadas; prefeito de região onde fica o asilo diz que técnicos determinarão causas do incidente

O Estado de S. Paulo

24 de agosto de 2015 | 10h44

CARACAS - Pelo menos oito idosos morreram na noite de domingo em um incêndio ocorrido em um asilo situado no setor La Castellana do município de Chacao, na região metropolitana de Caracas, informou nesta segunda-feira, 24, o prefeito Ramón Muchacho.

"Com muita dor devo informar do falecimento de oito idosos em consequência de um incêndio no Asilo Chivacoa", escreveu o prefeito no Twitter.

Segundo Muchacho, com o auxílio de policiais, bombeiros e paramédicos, os moradores deste setor conseguiram "evitar um maior número de vítimas".

Socorristas da prefeitura de Chacao informaram que atenderam 10 idosos que apresentavam sintomas de asfixia pela inalação de fumaça e que pelo menos outras 30 pessoas foram resgatadas ilesas.

Os bombeiros e os demais funcionários "trabalham no meio do pesar que nos embarga perante esta tragédia", acrescentou o prefeito, ressaltando que as chamas foram controladas pouco antes da meia-noite.

Em declarações posteriores à emissora "Globovisión", Muchacho detalhou que cinco idosos morreram asfixiados e três carbonizados e que 18 sobreviventes foram transferidos a um hospital e outros 10 estão com seus familiares.

Sobre as causas do incêndio, o prefeito disse que "os técnicos determinariam" sua origem, mas que ele pôde observar "no próprio local do incidente" que o incêndio "começou na área da lavanderia" e que provavelmente foi ocasionado por uma falha elétrica. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
CaracasVenezuelaasilo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.