Incêndio em asilo deixa pelo menos 63 mortos na Rússia

Pelo menos 63 pessoas morreram e várias foram feridas nesta terça-feira, 20, num incêndio em um asilo para idosos na região de Kuban, no sul da Rússia, informaram fontes oficiais.O fogo começou por volta de 1h11 (19h11 de segunda-feira, em Brasília), na localidade de Kamychevatskaya.Segundo as fontes oficiais, no edifício viviam 93 idosos. As causas do incêndio ainda são desconhecidas.Os bombeiros de uma cidade vizinha demoraram quase uma hora para chegar ao asilo, na localidade de Yeisk, onde não há corpo de bombeiros, disse Sergei Petrov, funcionário da seção sul do Ministério de Situações de Emergência.Petrov disse ainda que 50 mortes foram confirmadas, mas as agências de notícias RIA-Novosti, ITAR-Tass e Interfax informaram mais tarde que o número aumentou para 63.O forte incêndio aconteceu menos de 24 horas após a uma explosão em uma mina de carbono na Sibéria, que matou ao menos 78 pessoas. É o acidente em uma mina mais grave do país em uma década.Texto atualizado às 2h14

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.