Incêndio em depósito de fogos de artifício mata 32 na Índia

Forças de segurança detiveram o proprietário do edifício e o responsável pelo depósito

EFE

17 de outubro de 2009 | 04h09

Pelo menos 32 pessoas morreram e dez ficaram feridas em um incêndio em um estabelecimento de venda de fogos de artifício no sul da Índia, na véspera da festa indiana das luzes, informou neste sábado uma fonte oficial.

 

O incêndio teve início na sexta-feira à noite em um edifício que abrigava um armazém de material pirotécnico no distrito de Tiruvallur, na região meridional de Tamil Nadu, segundo um responsável da administração distrital, Palani Kumar, citado pelas agências indianas.

 

Kumar disse que até o momento se recuperaram os cadáveres de 32 pessoas no local do incêndio embora os trabalhos de resgate ainda continuem as buscas. As forças de segurança detiveram o proprietário do edifício e o responsável pelo depósito, segundo uma fonte policial.

 

O estabelecimento empregava um total de 16 pessoas, a maioria procedentes do estado de Andhra Pradesh, vizinho de Tamil Nadu. Por enquanto se desconhecem as causas do incêndio e as autoridades abriram uma investigação para esclarecer o ocorrido e comprovar que o armazém dispunha de licença para a venda de fogos de artifício e petardos.

 

Por causa do festival das luzes, "Diwali", se habilitam postos e barracas de comércio na rua de fogos de artifício em todo o país, já que os indianos aproveitam a festividade para tomar as ruas e divertir-se com material pirotécnico.

 

A festa do Diwali lembra o retorno à casa do deus Ram de sua luta vitoriosa contra o demônio Rávana, para o qual os hindus enchem suas fachadas de luzes que indicam o caminho de volta a seu deus triunfante. No entanto, os fogos de artifício usados são frequentemente de má qualidade e fabricação ilegal, o que acaba causando vários acidentes e polui o ar.

Tudo o que sabemos sobre:
ÍNDIAFOGOSINCÊNDIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.