Incêndio em depósito de petróleo mata 5 e fere 150 na Índia

As autoridades tiveram que desalojar os cerca de 500 mil moradores de dez povoados próximos

Efe

30 de outubro de 2009 | 04h38

 

Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 150 ficaram feridas depois que um incêndio, que continua com força, atingiu na quinta-feira, 29, um depósito petrolífero em Jaipur, no norte da Índia.

Incapazes de fazer frente às chamadas, as autoridades indianas aguardam que o fogo seja apagado por causas naturais em Jaipur, onde 500 mil pessoas tiveram que ser desalojadas devido ao perigo das chamas.

 

"Não podemos fazer nada. O fogo tem que morrer sozinho. Não há outra alternativa", disse à agência indiana "PTI" o ministro do Petróleo, Murli Deora, que chegou hoje ao local do incêndio.

 

O incêndio começou nesta quinta-feira às 19h30 (12h, Brasília) nos arredores de Jaipur, na região de Rajastão, quando o petróleo que vários trabalhadores transportavam para o depósito pegou fogo.

 

Os canais de televisão indianos mostraram imagens do incêndio, em que várias colunas de fumaça preta saíam dos 11 tanques de combustível do depósito e podiam ser vistas de 15 quilômetros de distância.

 

As autoridades tiveram que desalojar os cerca de 500 mil moradores de dez povoados próximos e também os alunos de dez institutos de estudos técnicos e de medicina.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiapetróleoincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.