Ahmed Jallanzo / EFE
Ahmed Jallanzo / EFE

Incêndio em escola mata 26 crianças e 2 professores na Libéria

Segundo a polícia local, fogo foi causado por problema elétrico

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2019 | 17h51

MONRÓVIA - Um incêndio em uma escola muçulmana matou 26 crianças e 2 professores em Monróvia, capital da Libéria, na madrugada desta quarta-feira, 18. Segundo a polícia local, o incêndio foi causado por um problema elétrico. O caso ainda está sob investigação.

As crianças e professores estavam dormindo quando o fogo começou, por volta da meia-noite. Os corpos dos alunos, de 10 a 20 anos, ainda não foram identificados. Dois sobreviventes estão internados.

O pastor de uma igreja próxima, Emmanuel Herbert, disse que ele e sua congregação acordaram com o barulho do fogo e pediram ajuda. "Quando olhei pela janela, vi o lugar inteiro ardendo em chamas", afirmou.

Nesta manhã, uma multidão se aglomerou em frente à escola. A polícia teve que abrir espaço para que ambulâncias pudessem passar com os corpos.

Presidente lamentou

O presidente do país africano, George Weah, visitou o local pela manhã. Pelo Twitter, ele lamentou o episódio: "minhas orações vão às famílias das crianças que morrem na noite passada em Paynesville (subúrbio de Monróvia)", disse. "Este é um momento difícil para os parentes e para toda a Libéria". / AFP, Reuters e The New York Times

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.