AFP PHOTO
AFP PHOTO

Incêndio em escola na Tailândia deixa 17 garotas mortas

Fogo se espalhou pelo dormitório do colégio durante a noite; cinco meninas ficaram feridas e duas estão desaparecidas

O Estado de S. Paulo

23 Maio 2016 | 11h57

BANGCOC - Pelo menos 17 garotas morreram enquanto dormiam em razão de um incêndio que se espalhou pelo dormitório de uma escola no norte da Tailândia, informou o coronel de Polícia Prayad Singsin. Ele ainda acrescentou que cinco meninas ficaram feridas e duas estão desaparecidas.

"O incêndio começou por volta das 23h de domingo (horário local). Dezessete meninas morreram, duas ainda estão desaparecidas e cinco ficaram feridas", disse Singsin, comandante do distrito de Vingpatao, em Chiang Rai, no norte da Tailândia. Segundo o policial, a condição de duas alunas é grave.

A escola, que é particular e pertence a uma fundação local, acolhe meninas com idades entre 3 e 13 anos. Em muitos casos, são garotas pobres das tribos que vivem em uma região montanhosa muito remota.

"O incêndio já foi apagado, mas as causas ainda estão sendo investigadas", explicou Prayad.

Várias fotografias da escola publicadas no Facebook mostravam os bombeiros lutando contra as chamas no imóvel de dois andares.

A ajuda do governo não costuma chegar à população dessas tribos, o que tem graves consequências para a saúde e a educação dessas pessoas. /AFP

Mais conteúdo sobre:
Tailândiaincêndioescola

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.