Incêndio em estúdio de TV deixa 5 mortos e 12 feridos no Paquistão

Dono da emissora permanece sob custódia policial e foi acusado de homicídio e negligência

Efe,

31 de julho de 2012 | 04h11

ISLAMABAD - Cinco pessoas morreram carbonizadas nesta segunda-feira, 31, em um incêndio que atingiu um estúdio de televisão na cidade de Lahore, no leste do Paquistão. O dono da emissora foi detido por negligência segundo a polícia.

 

O fogo foi causado por um curto-circuito e destruiu parte do prédio onde fica o canal religioso "Koh i Nur". Naquele momento era apresentado, ao vivo, um programa de música religiosa, afirmou o policial Amjed Shakir, que ainda acrescentou que o incêndio deixou ainda 12 pessoas feridas, três das quais se encontram em estado crítico.

 

De acordo com o diário local "Express Tribune", algumas das saídas de emergência do estúdio estavam bloqueadas, o que provocou a morte de pelo menos três dos convidados do programa, cujos corpos foram encontrados ao lado de uma porta fechada com cadeado. O dono da emissora, Mehmood Ansari, permanece sob custódia policial e foi acusado de homicídio e negligência após a denúncia apresentada por familiares das vítimas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.