Incêndio em hospital mata 42 pessoas em Moscou

Um incêndio matou 42 pessoas em um hospital para tratamento de viciados em drogas na capital russa, disseram autoridades no sábado (horário local)."Era um prédio muito peculiar, com cinco andares, apenas uma saída e grades nas janelas, por ser um hospital para tratamento de viciados", disse Irina Andrianova, porta-voz do Ministério de Emergências da Rússia.De acordo com outro membro do Ministério de Emergências da Rússia, Yuri Nenachev, citado pela agência ITAR-TASS, o incêndio "tem 90% de chances de ter origem criminosa"."214 pessoas foram retiradas, mas infelizmente 42 morreram... Nossa suspeita inicial é que o fogo tenha começado na cantina."O alarme soou à 1h42 da madrugada de sábado (horário local), quando uma densa fumaça envolveu o Hospital para Tratamento de Drogas número 17, a sudoeste de Moscou."A área do incêndio não foi muito grande, foi de apenas cerca de 50 metros quadrados", disse a porta-voz.Em dezembro do ano passado, sete pessoas morreram em um incêndio num hospital perto de Moscou onde eram tratadas pessoas com distúrbios nervosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.