EFE/EPA/STR CHINA OUT
EFE/EPA/STR CHINA OUT

Incêndio em hotel mata pelo menos 19 pessoas na China

Equipes de resgate controlaram o fogo e perícia ainda não obteve esclarecimentos sobre a causa das chamas

O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2018 | 02h03
Atualizado 26 Agosto 2018 | 07h03

PEQUIM - Pelo menos 19 pessoas morreram neste sábado, 25, durante um incêndio em um hotel resort na cidade de Harbin, no nordeste da China, informam agências de notícias estatais chinesas.

De acordo com a imprensa local, o incêndio começou por volta das 4h36 da manhã (17h36, no horário de Brasília) e as chamas foram controladas por volta das 7h50 (20h50, em Brasília).

Além dos mortos, as equipes de resgate contabilizaram 23 pessoas feriadas, que foram hospitalizadas. Uma delas estava em estado de saúde grave e acabou falecendo horas depois, aumentando o número de vítimas da tragédia. Uma investigação está sendo conduzida para apurar as causas das chamas.

Nos últimos meses, a China implantou medidas de segurança após uma série de incêndios em hoteis, shoppings e apartamentos residenciais. Mesmo assim, o país continua a registrar desastres do tipo nos últimos meses. Em abril, um incêndio em um caraoquê matou 18 pessoas e deixou outras cinco feridas.

O caso mais emblemático ocorreu em 2010, quando 58 pessoas morreram em Xangai após chamas consumirem um prédio residencial. //ASSOCIATED PRESS

 

Mais conteúdo sobre:
China [Ásia]incêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.