EFE/ YONHAP
EFE/ YONHAP

Incêndio em sauna na Coreia do Sul deixa 2 mortos e mais de 50 feridos

Mortes aconteceram por inalação de fumaça; bombeiros acreditam que número de vítimas fatais ainda pode crescer

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2019 | 03h23

SEUL - Um incêndio em uma sauna pública na cidade de Daegu, ao sul da Coreia do Sul, deixou pelo menos dois mortos e mais de 50 feridos nesta terça-feira, 19. As informações foram confirmadas pelo Corpo de Bombeiros local.

O incêndio começou por volta das 7h10 (19h10 desta segunda, 18, no horário de Brasília) nos banheiros masculinos, segundo informações concedidas pelas autoridades para agência de notícias Yonhap. Os bombeiros levaram cerca de 20 minutos para conter as chamas.

As duas mortes ocorreram por inalação de fumaça e a maioria dos feridos também foi hospitalizada por respirar gases tóxicos. Além disso, uma pessoa sofreu queimaduras graves.

As autoridades, que investigam a origem do fogo, acreditam que o número de vítimas fatais ainda pode crescer.

Os regulamentos e medidas de segurança contra as chamas da Coreia do Sul são questionadas atualmente. Em dezembro de 2017 e janeiro de 2018,  dois incêndios atingiram uma academia e um hospital no país, deixando 29 e 41 mortos, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Sul [Ásia]incêndiosauna

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.