Christian Monterrosa/EFE
Christian Monterrosa/EFE

Incêndio florestal de 4 mil hectares provoca retirada de 500 famílias na Califórnia

As chamas começaram por volta das 15h30 locais (19h30, horário de Brasília) nos arredores de Lake Hughes, a cerca de 70 km de Los Angeles

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2020 | 01h32

Um incêndio florestal consumiu cerca de 4.000 hectares ao norte de Los Angeles, na Califórnia, na noite desta quarta-feira, 12, e provocou o esvaziamento obrigatório de 500 residências, informaram as autoridades.

"Diversas brigadas estão combatendo um incêndio florestal perto da área de Lake Hughes no Bosque Nacional de Los Angeles", informou o corpo de bombeiros do condado de Los Angeles pelo Twitter.

As chamas, que se moviam rapidamente, começaram por volta das 15h30 locais (19h30, horário de Brasília), nos arredores de Lake Hughes, cerca de 70 km ao norte de Los Angeles, e consumiram 4.050 hectares de floresta em menos de três horas, de acordo com os bombeiros.

A coluna de fumaça podia ser avistada a quilômetros de distância do local do incêndio.

Mais de 300 bombeiros, com o apoio de helicópteros e aviões, foram enviados ao local para combater o fogo.

Em outro tuíte, os bombeiros informaram que o departamento do xerife de Los Angeles estava retirando os residentes da região.

Os incêndios florestais se tornaram cada vez maiores e mais frequentes nos últimos anos na Califórnia, Estado da costa oeste dos Estados Unidos, um fenômeno que se atribui em parte às mudanças climáticas.

Em novembro de 2018, o chamado "Camp Fire" devastou o norte da Califórnia. Catalogado como o mais mortífero da história do estado, o incêndio afetou cerca de 600 km² e matou 86 pessoas./AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.