EFE/EPA/CHUAN XIAO
EFE/EPA/CHUAN XIAO

Incêndio florestal deixa 19 mortos no sudoeste da China

Imagens transmitidas pela televisão nacional mostraram enormes nuvens de fumaça subindo das montanhas que cercavam a cidade de Xichang e dando ao céu uma cor alaranjada

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de março de 2020 | 03h48

PEQUIM - Dezoito bombeiros e um guarda florestal morreram em um enorme incêndio florestal na província de Sichuan, sudoeste da China, anunciaram as autoridades locais nesta terça-feira, 31. As circunstâncias exatas das mortes ainda não foram especificadas.

O incêndio começou na região montanhosa de Sichuan na segunda-feira "ameaçando diretamente a segurança da cidade de Xichang", localizada a cerca de 2.200 quilômetros de Pequim, informou o conselho local. As imagens transmitidas pela televisão nacional mostraram enormes nuvens de fumaça subindo das montanhas que cercavam a cidade de meio milhão de habitantes e dando ao céu uma cor alaranjada.

As autoridades municipais informaram que quase 900 bombeiros estão envolvidos no combate aos incêndios, enquanto 1,2 mil pessoas foram retiradas de suas residências. Também foram mobilizados quatro helicópteros e mais de 140 veículos.

Vários outros incêndios foram registrados nos últimos dias no sul de Sichuan, bem como na província vizinha de Yunnan, segundo a agência Xinhua.

Há um ano, em abril de 2019, 27 bombeiros morreram em um incêndio florestal na mesma região, quando uma mudança repentina na direção do vento criou uma bola de fogo que caiu sobre a equipe./ AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.