Incêndio florestal fecha laboratório nuclear nos EUA

Bombeiros trabalharam durante toda a madrugada de hoje para tentar controlar um incêndio em uma área de florestas nas montanhas no norte do Novo México, perto da cidade de Los Alamos, onde fica um laboratório nuclear do governo dos Estados Unidos.

AE, Agência Estado

28 de junho de 2011 | 11h27

O incêndio, iniciado no domingo, destruiu 30 estruturas a sul e oeste de Los Alamos na manhã de ontem e provocou o fechamento do laboratório, lembrando o violento incêndio de maio de 2000, que destruiu centenas casas e prédios.

Em Los Alamos, 12,5 mil pessoas foram retiradas de suas casas, por causa do risco trazido pelo fogo. A retirada foi calma e não houve nenhum acidente de trânsito, disse o chefe de polícia Wayne Torpy.

Ontem, uma equipe que trabalhava para lidar com incêndios no Arizona assumiu os esforços no Novo México, após 18 horas do início das chamas. O fogo atingiu rapidamente 176 quilômetros quadrados e houve um início de incêndio na propriedade que abrange o laboratório.

Outra equipe chega hoje para combater o fogo, pelo risco de as chamas atingirem o dobro da área já afetada. Os funcionários do laboratório nuclear em Los Alamos viram o foco na propriedade, porém ali o fogo foi rapidamente contido, sem causar problemas. Eles também garantiram que os materiais radioativos estocados estavam em segurança. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.