REUTERS/Stringer
REUTERS/Stringer

Incêndio mata 16 crianças e professora em van escolar no Paquistão

Tragédia ocorreu na manhã deste sábado na cidade de Gujrat; polícia procura motorista

Zaheer Babar, AP

25 Maio 2013 | 09h49

Dezesseis crianças, com idades entre 6 e 12 anos, e uma professora morreram na manhã deste sábado, 25, depois que a van em que eles eram transportados pegou fogo. A tragédia ocorreu na cidade de Gujrat, a cerca de 200 quilômetros da capital do Paquistão, Islamabad.

Inicialmente, a polícia local havia culpado a explosão de um cilindro de gás natural da van pela tragédia. Essa hipótese, no entanto, foi substituída pela suspeita de que um curto-circuito, próximo a um vazamento de gás, tenha dado início às chamas que envolveram o veículo.

Uma estudande disse a um canal de televisão local que o motorista fugiu quando o fogo começou. Ele é procurado pela polícia.

“Nós temos relatos de que o motorista fugiu enquanto crianças ainda gritavam por ajuda”, declarou o policial Ijaz Ahmad.

Em nota, o presidente Asif Ali Zardari afirmou estar “profundamente chocado” com o incidente e pediu que os médicos façam o máximo para salvar as crianças feridas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.