Incêndio mata 25 doentes mentais na Índia

Vinte e cinco doentes mentais que estavam amarrados a suas camas morreram hoje, durante um incêndio em um manicômio na cidade de Erwady, no Estado indiano de Tamil Nadu. Segundo a polícia, outros cinco pacientes foram seriamente feridos pelo fogo. De acordo com autoridades, os funcionários do manicômio ignoraram os pedidos de ajuda dos doentes "porque é habitual que gritem". Minutos depois, no entanto, os bombeiros foram chamados devido à propagação da fumaça pelo recinto."Recolhemos 25 cadáveres. Eles não puderam ser identificados porque estavam carbonizados. Tudo o que podemos dizer é que eram 11 mulheres e 14 homens", afirmou A. Ravindranath, chefe da polícia estatal. "Outros cinco foram hospitalizados com graves queimaduras". Os 16 pacientes restantes no manicômio - no momento do incêndio havia 46 - não sofreram ferimentos. O oficial acrescentou que as autoridades abriram uma investigação para determinar a causa do incêndio, que ocorreu durante a madrugada. Segundo ele, é comum que os pacientes sejam amarrados a suas camas durante a noite.A cidade de Erwady, localizada a 650 quilômetros ao sul de Madras, capital estadual, possui 15 estabelecimentos para doentes mentais. Há seis meses, oito internos morreram depois de ingerir água contaminada. O governo ordenou uma investigação, mas até agora nenhuma medida foi tomada para melhorar a situação dos enfermos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.