Incêndio na Carolina do Norte leva à retirada de 17 mil pessoas

APEX, Carolina do Norte, EUA, 06 (AE-AP) - Cerca de 17.000 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas na periferia da cidade americana de Raleigh, no Estado da Carolina do Norte, por causa de um incêndio numa usina de processamento de lixo tóxico e da formação de uma nuvem de cloro sobre a região.Acredita-se que nenhum funcionário estivesse no interior da usina de serviços industriais EQ no fim da noite de ontem, quando o incêndio começou. Pouco depois do início das chamas, diversas explosões sacudiram o local.Quarenta e uma pessoas foram levadas a prontos-socorros próximos por causa de problemas respiratórios, inclusive agentes da defesa civil, disse um funcionário de um hospital próximo.A usina incendiada processa diversos tipos de lixo industrial, desde tintas e solventes, a cloro, pesticidas, herbicidas, fertilizantes e resíduos sulfurosos.Por causa dos perigos potenciais da mistura de produtos processados na usina, os bombeiros esperaram pelo amanhecer para determinar como combater as chamas, disseram autoridades locais.Na manhã desta sexta-feira, escolas da cidade de Apex permaneceram fechadas e a polícia isolou o entorno da usina para impedir a aproximação de curiosos enquanto o incêndio continuava."Não se pode jogar espuma nem água ali", disse Keith Weatherly, prefeito de Apex. "Isso só exacerbaria o incêndio", assegurou.CausaAinda não se sabe o que deu início às chamas. Na manhã desta sexta-feira o fogo parecia ter avançado sobre quatro tanques de petróleo de uma empresa próxima, o que pode ter sido a fonte das explosões, disse Weatherly.Um porta-voz da usina disse que a direção da empresa que a opera mobilizou uma equipe de resposta emergencial para ajudar no trabalho dos bombeiros.A usina incendiada tem 25 funcionários, mas acredita-se que nenhum tenha ficado em seu interior depois das 19h locais de ontem, prosseguiu Robert Doyle, o porta-voz.Texto ampliado às 17h45

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.