EFE
EFE

Incêndio em shopping nas Filipinas mata ao menos 37 pessoas

Fogo se alastrou por shopping de Davao, na mesma região castigada pela tempestade tropical Tembin

O Estado de S. Paulo

23 Dezembro 2017 | 23h54
Atualizado 24 Dezembro 2017 | 06h18

MANILA - Ao menos 37 pessoas morreram em incêndio ocorrido em um shopping na cidade de Davao, no sul das Filipinas. O comando da Agência de Proteção contra Incêndios que está no local disse que a chance de haver sobreviventes era "nula", informou pelo Facebook Paolo Duterte, vice-prefeito e filho do presidente Rodrigo Duterte.

O fogo foi deflagrado no shopping NCCC, de quatro andares, na manhã de sábado (23), e várias pessoas ficaram presas do lado de dentro, relatou o policial Ralph Canoy. Ele disse que o fogo não havia sido debelado. "O incêndio começou no terceiro andar, no qual há produtos como telas, móveis de madeira e produtos plásticos, motivo pelo qual o fogo se espalhou rapidamente e está sendo muito difícil apagá-lo", afirmou. Seis pessoas foram resgatadas e levadas ao hospital. 

Segundo ele, os investigadores acreditam que as pessoas que estariam mortas estavam trabalhando em um call center, que opera 24 horas por dia. "É possível que, enquanto estavam trabalhando, não tenham se dado conta de que o fogo estava se espalhando", disse Canoy.

O presidente Duterte, que foi prefeito de Davao durante duas décadas e continua vivendo na cidade, visitou o shopping à noite para dar seu apoio aos familiares das vítimas. Davao é a maior cidade do sul das Filipinas e fica a cerca de mil quilômetros de Manila. O incêndio se soma à passagem da tempestade tropical Tembin, que desde sexta-feira castiga a mesma região./AFP e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.