Incêndio que interrompeu voos em Chicago foi intencional

Incêndio que interrompeu voos em Chicago foi intencional

Segundo a polícia, um funcionário teria ateado fogo no centro de controle de aeroporto

Estadão Conteúdo

26 de setembro de 2014 | 12h54

O incêndio no centro de controle de tráfego aéreo que fechou os aeroportos de Chicago nesta sexta-feira foi causado intencionalmente por um funcionário, informou a polícia.

Os voos com chegada e partida dos principais aeroportos de Chicago foram interrompidos nesta sexta-feira após um incêndio no principal centro de controle de tráfego aéreo da Administração Federal da Aviação (FAA, na sigla em inglês), no subúrbio de Aurora.

Equipes de emergência dos bombeiros encontraram um homem ferido no porão e o levaram para um hospital. O homem era um funcionário da FAA, de acordo com o chefe da política de Aurora, Gregory Thomas. Ele informou que o episódio não foi um ato terrorista e que as investigações começaram a serem feitas pelo FBI, Bureau de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos americano, polícia local e pelo departamento de bombeiros.

O centro de controle, responsável pelos voos em altas altitudes que chegam e partem do espaço aéreo de Chicago, foi esvaziado e os bombeiros estavam no local, disse a FAA. A agência disse que estava transferindo o controle do tráfego aéreo para instalações próximas. Mas, por enquanto, a FAA interrompeu de voos em Chicago, disse ele.

Segundo informações de emissoras locais de televisão, o fogo teve início no porão da instalação e 20 pessoas foram retiradas. Uma pessoa ficou intoxicada por causa da fumaça e foi levada ao hospital.

Trata-se da segunda vez desde maio que um incêndio num dos principais centros de controle da região de Chicago leva ao fechamento dos aeroportos internacionais de O''Hare e Midway. Fonte: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAChicagoaeroportosatualiza 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.