Massimo Percossi/ANSA via AP
Massimo Percossi/ANSA via AP

Incêndios arrasam 50 hectares em Roma

Hoje, novos focos de incêndio atingiram uma área entre Monte Mario e Pineta Sacchetti, destruindo de 30 a 50 hectares do Parque Regional de Pineto

O Estado de S. Paulo

23 Agosto 2016 | 18h55

ROMA - Mais de 30 focos de incêndio antingiram Roma e a região do Lázio, no centro da Itália, nos últimos dois dias, colocando as autoridades em alerta para o que pode ser o pior fenômeno do tipo em 24 anos. 

Ontem, um incêndio em Magliana interrompeu os serviços da linha ferroviária que alimenta o aeroporto de Fiumicino. Além disso, o fogo causou atraso e cancelamentos de viagens.

Hoje, novos focos de incêndio atingiram uma área entre Monte Mario e Pineta Sacchetti, destruindo de 30 a 50 hectares do Parque Regional de Pineto.  

As chamas, iniciadas às 11h locais, foram controladas somente às 20h e obrigaram a retirada de 94 idosos de um asilo e de 64 freiras de um convento. Algumas casas também foram isoladas por precaução. 

De acordo com a Defesa Civil, desde 1992 não se registrava um incêndio tão devastador assim na região. A prefeita de Roma, Virgínia Raggi, está em contato com a polícia para monitorar a situação. 

Uma grande coluna de fumança prejudicou até a visibilidade na capital italiana. As autoridades disseram acreditar que a origem do fogo é dolosa e recomendaram que as pessoas se mantenham dentro de casa, com as janelas e portas fechadas. / ANSA e EFE

Mais conteúdo sobre:
ItáliaIncêndioRoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.