Incêndios em matas chegam ao fim em Sydney

A série de incêndios em bosques australianos acabou, graças a chuvas torrenciais que caíram hoje nos arredores de Sydney. A afirmação é do chefe do Corpo de Bombeiros, Phil Koperberg. Segundo ele, ?está claro que o clima finalmente jogou a favor?. Os fortes ventos e as chuvas desta noite e da madrugada no Estado de Nova Gales do Sul contribuíram para apagar os numerosos focos de incêndio, que começaram a surgir há três semanas. Koperberg advertiu, entretanto, que a situação deverá ser cuidadosamente observada para evitar o aparecimento novos focos. As chuvas chegaram a 40 milímetros em Shoalhaven, ao sul de Sydney, uma das áreas mais castigadas pelas chamas. A chuva foi tão forte que as autoridades chegaram evacuar um camping na praia, onde estava 30 turistas, com medo de enchentes. O porta-voz do Corpo de Bombeiros local, Cameron Wade, entretanto, disse que é precipitado afirmar que os incêndios foram apagados pelas chuvas mas garantiu que a situação não é mais de emergência. Ele lembrou que os troncos de árvores podem arder sem chamas por semanas e voltar a se incendiar quando o tempo seco retornar. Wade advertiu que as chamas podem voltar na sexta-feira, para quando a meteorologia prevê aumento da temperatura e ventos fortes. Os incêndios nas proximidades de Sydney começaram no dia de Natal e consumiram, até agora, 700.000 hectares de mata, além de terem reduzido a cinzas 150 casas e obrigado a retirada de mais de 3000 pessoas da região. O combate aos incêndios empregou mais de 20 mil bombeiros. Não houve mortes mas estima-se que os custos das seguradoras chegue a US$ 36 milhões.

Agencia Estado,

16 Janeiro 2002 | 09h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.