Incêndios em Portugal já deixaram nove mortos

Incêndios em florestas na região central de Portugal já deixaram pelo menos nove mortos. As altas temperaturas, que chegaram a 40 graus nestés últimos dias, são a causa de grandes focos de incêndio nas regiões de Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Leiria. Cerca de 3 mil bombeiros, 400 soldados e 700 veículos estão mobilizados no combate às chamas. Desde o fim da semana passada, o fogo vem destruindo casas em vilas isoladas e deixou áreas rurais de Portugal sem água, eletricidade e telefone. Algumas estradas também estão interditadas. Por volta de 11.500 hectares de terra queimaram em apenas um dos focos de incêndio, na região de Castelo Branco. Os bombeiros portugueses contam com ajuda de outros países para vencer as chamas. Dois aviões de combate a incêndio foram enviados pela Itália, atendendo aos pedidos de ajuda feitos pelo governo de Portugal. O Marrocos também ajudou enviando aviões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.