Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Incêndios matam 59 em celebrações do ano novo na China

Segundo autoridades chinesas, prejuízo chega a US$ 3,30 milhões e 19 pessoas estão feridas

Efe,

14 de fevereiro de 2008 | 03h28

Os 10.360 incêndios registrados na China durante as celebrações do Ano Novo lunar mataram 59 pessoas, informou nesta quinta-feira, 14, o Ministério de Segurança Pública chinês, segundo a agência oficial de notícias Xinhua. As autoridades chinesas informaram que os incêndios causaram ainda prejuízos no valor de US$ 3,30 milhões, e relataram que outras 19 pessoas ficaram feridas. O número de incêndios este ano subiu mais de 14% em relação a 2007, quando os artefatos pirotécnicos provocaram 9.100 incêndios em toda a China. A maioria de incêndios foi provocada por fogos de artifício, muito comuns nas celebrações do Ano Novo para afugentar os maus espíritos e assegurar um bom ano, segundo a tradição. Em Pequim, os fogos de artifício ficaram proibidos durante doze anos devido aos muitos incêndios que produziam nestas festividades, mas o veto foi suspenso em 2006.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaincêndioano novo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.