Matthew Abbott/The New York Times - 10/1/2020
Matthew Abbott/The New York Times - 10/1/2020

Incêndios na Austrália causam mais uma morte

Dessa vez, um homem de 84 anos que estava internado por conta de queimaduras

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2020 | 05h55

SYDNEY - Mais uma pessoa morreu vítima de queimaduras causadas pelos incêndios que assolam a Austrália há meses. De acordo com a polícia australiana trata-se de um homem de 84 anos que estava passando por tratamento médico desde o dia 31 de dezembro. Com isso, sobe para 29, o número de mortos por conta das queimadas.  O  morador da vila de Cobargo havia sido internado em um hospital em Sydney, onde morreu na manhã desse sábado, 18. O incêndio em Cobargo, que possuía apenas 776 habitantes, também matou outras duas pessoas, pai e filho, com 63 e 29 anos, respectivamente.

A chuva e a queda da temperatura nos últimos dias ajudaram os bombeiros a conter dezenas de focos de incêndio ativos em Victoria e Nova Gales do Sul, o estado mais afetado, onde 21 das mortes foram registradas. Desde setembro do ano passado, os incêndios atingiram uma área de mais de 80.000 quilômetros quadrados, maior que a da Irlanda ou do Panamá, incluindo mais de 2.000 residências.

Além disso, até um bilhão de animais teriam sido afetados, de acordo com a estimativa de ambientalistas australianos. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.