Incrível trama de amor, traição e morte no interior da Suécia

Um pastor de 32 anos foi detido hoje, sob suspeita de planejar a morte da mulher numa suposta trama envolvendo amor e ciúmes, que chocou sua pequena congregação na região central da Suécia.O tribunal do distrito de Upsala determinou que Helge Fossmo, um pastor da Igreja Pentecostal, seja detido por duas semanas enquanto os promotores preparam possíveis denúncias de conluio para cometer um crime contra ele.Sua mulher, Alexandra Fossmo, foi morta a tiros enquanto dormia, dia 10 de janeiro, em Knuty, cerca de 75 quilômetros a nordeste de Estocolmo. Um vizinho de 30 anos também recebeu tiros, mas sobreviveu. Ele não foi identificado nos documentos do tribunal.Sara Svensson, de 26 anos, confessou ter atirado nos dois e foi detida no dia 14 de janeiro, mas os promotores suspeitaram que ela não agira sozinha. A investigação teve uma reviravolta espetacular ontem, quando Anette Linde, de 26 anos, mulher do vizinho ferido, foi detida por planejar o assassinato.A detenção de Fossmo, um dia depois, abasteceu a mídia de especulações sobre um intricado drama de ciúmes, mas a polícia não se pronunciou sobre o motivo.?Há uma relação de amor. Não podemos dizer mais que isto?, disse o porta-voz da polícia Christer Nordstroem.O advogado de defesa de Fossmo, Ola Nordstroem, contou à Rádio Sueca que seu cliente nega envolvimento nos crimes.?O nível de evidência é fraco?, ele disse. ?Está muito longe do necessário para se especular sobre a culpa de meu cliente?, insistiu.Um porta-voz da Igreja Pentecostal na Suécia disse que a congregação de Knutby tornou-se cada vez mais isolado do resto da igreja nos últimos anos.?A sensação entre os membros é de choque. Você não pensa que essas coisas possam acontecer. Ninguém pode pensar nisto num livro ou num filme.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.