Incursão militar israelense deixa oito mortos na Palestina

Tanques e escavadeiras israelenses deixaram hoje o sul de Gaza após uma das mais destrutivas incursões desde o início da intifada, em 2000, deixando centenas de palestinos sem casa e oito mortos, entre eles duas crianças - uma de 8 anos e outra de 12. O Exército de Israel entrou no campo de refugiados de Rafah, no sul da Faixa de Gaza, na quinta-feira à noite, em busca detúneis na fronteira com o Egito que, segundo os militares israelenses, eram usados no contrabando de armas. Durante a incursão, 3 túneis foram encontrados e mais de 150 casas destruídas. Mas Israel não encontrou nenhuma arma.Dois palestinos foram feridos hoje por disparos de soldados israelenses em Kan Yunes, em Gaza. Um deles é uma menina de 4 anos que se encontra em estado crítico após receber um tiro no pescoço. As tropas de Israel abriram fogo depois que ativistas palestinos dispararam uma granada de morteiro contra uma colônia judaica nos arredores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.