Independência de Kosovo é legal, decide corte da ONU

O mais alto tribunal da Organização das Nações Unidas (ONU) decidiu que a declaração de independência do Kosovo em relação à Sérvia não é contrária à lei internacional. A conclusão, sem força de lei, abre o caminho para novas tentativas de Kosovo de conquistar o reconhecimento internacional de sua independência. Ao ler a deliberação hoje, o presidente da Corte Internacional de Justiça, Hisashi Owada, disse que a lei internacional não contém "proibição à declarações de independência".

AE-AP, Agência Estado

22 de julho de 2010 | 12h01

A questão do Kosovo deu origem a fortes debates em todo o mundo quando o país se separou da Sérvia em 2008 após uma sangrenta guerra ocorrida em 1998 e 1999 e quase uma década de administração internacional. O Kosovo foi reconhecido como um Estado independente por 69 países, dentre eles os Estados Unidos e a maioria dos integrantes da União Europeia (UE). Já Sérvia e Rússia lideram um grupo de nações que condenam a medida.

Tudo o que sabemos sobre:
KosovoindependênciacorteONUdecisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.