Índia: acusados de estupro se preparam para audiência

Um tribunal em Nova Délhi autorizou neste sábado que os acusados de participação no estupro coletivo de uma estudante, em dezembro do ano passado, apresentem mais duas testemunhas de defesa e marcou para a próxima quinta-feira (22) o início da audiência para ouvir os argumentos finais dos réus, informou neste sábado o jornal local The Hindu, segundo a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.

AE-DJ, Agência Estado

17 de agosto de 2013 | 17h34

O juiz Yogesh Khanna também determinou ao advogado de dois dos cinco acusados, Vinay Sharma e Pawan Gupta, que concluam a apresentação de provas no máximo até segunda-feira.

O episódio, no qual uma universitária de 23 anos foi estuprada, espancada e morta por seis homens dentro de um ônibus em movimento no sul da capital, provocou a ira dos indianos, que realizaram protestos inéditos contra a violência a mulher na cidade e em várias outras partes da Índia.

Um dos seis suspeitos, Ram Singh, supostamente cometeu suicídio na prisão, enquanto os demais, incluindo um jovem que era menor de idade na época do ocorrido, aguardam julgamento.

Um comitê de jovens e crianças de Nova Délhi já adiou duas vezes a audiência do jovem, hoje com 18 anos completos, em função da controvérsia gerada pela idade do réu. As informações são da Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiajulgamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.