Índia: bebê resgatado após 4 dias soterrado

Equipes de resgate já tinham desistido. Quatro dias depois do terremoto, que devastou parte da Índia na última sexta-feira, operários que escavavam as ruínas de um bloco de apartamentos encontraram 15 corpos, mas nenhum sobrevivente. Contudo, quando estavam prontos para passar uma máquina niveladora pelo terreno, ouviram um fraco ruído vindo dos escombros. Engenheiros do Exército conseguiram abrir passagem pelo concreto e encontraram um bebê chorando de forma quase inaudível. Minutos depois eles encontraram também a mãe da criança. É quase impossível ainda encontrar sobreviventes depois de 100 horas do terremoto, disse Michele Mercier, da equipe suíça de operação de resgate em Ahmedabad, no Estado de Gujarat. A descoberta de Nalinibehn Kumbhare e seu filho, Keyur, de apenas 15 meses, foi um raro momento de alívio desde que os trabalhos tiveram início. A sobrevivente, ao ser retirada sob aplausos da multidão, disse que após passar quatro dias deitada sem poder se mexer, ela somente manteve as esperanças por causa de seu bebê. ?O bebê continuou chorando e chorando, então ele dormia de exaustão, Eu não conseguia nem ao menos amamentá-lo. Foi a experiência mais terrível da minha vida?, declarou. O marido de Nalinibehn, Arunkumar Kumbhare, foi resgatado dos escombros algumas horas após o terremoto com várias fraturas pelo corpo. Já a filha de seis anos do casal, Bhargavi, não sobreviveu.O número oficial de mortos até o momento é de aproximadamente 7,1 mil, mas subir para até 100 mil segundo estimativas do ministro de Defesa, George Fernandes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.