Índia diz estar muito preocupada com violação de trégua na Caxemira

A Índia informou nesta quarta-feira que o embaixador do Paquistão na Índia foi convocado para uma reunião em que foi discutida "em fortes termos" a situação que levou à morte de dois soldados durante uma troca de tiros na disputada fronteira da Caxemira.

Reuters

09 de janeiro de 2013 | 08h18

O ministro das Relações Exteriores, Salman Khurshid, disse que a violação de um cessar-fogo de 10 anos na fronteira fortemente militarizada é uma questão de grande preocupação e afirmou que espera uma resposta apropriada do Paquistão.

O corpo de um dos soldados foi encontrado "terrivelmente mutilado" em uma região florestal no território himalaia, no lado controlado pela Índia, segundo autoridades militares indianas. O Paquistão negou a acusação.

Tudo o que sabemos sobre:
INDIAPAQUISTAODIPLOMATACONFLITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.