Índia e China iniciam segundas manobras militares conjuntas

Exercícios são centrados no terrorismo e na luta contra a insurgência na localidade indiana de Belgaum

Efe,

06 de dezembro de 2008 | 05h47

Os dois maiores Exércitos da Ásia, o indiano e o chinês, começaram neste sábado, 6, os segundos exercícios militares conjuntos, centrados no terrorismo e na luta contra a insurgência, na localidade indiana de Belgaum (oeste), informaram fontes militares. Segundo a agência Ians, esta é a primeira vez que os exercícios acontecem em território da Índia, país que travou uma guerra contra a China em 1962. As primeiras manobras foram feitas na cidade chinesa de Kunmin em dezembro de 2007, após a assinatura de um memorando de entendimento em maio de 2006, durante visita à China do então ministro da Defesa da Índia, Pranab Mukherjee. Participam dos testes cerca de 130 membros do Exército chinês, incluindo 40 oficiais, procedentes da primeira companhia do batalhão de infantaria do Comando de Chengdu, e tropas indianas do Oitavo batalhão Maratha de infantaria ligeira.

Tudo o que sabemos sobre:
ÍndiaChinamanobras militares

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.