Índia e Paquistão tentam reduzir risco nuclear

Representantes do Paquistão e da Índia vão se reunir na próxima semana para "criar um clima de confiança" em assuntos nucleares, e redigir uma minuta sobre a redução de risco de acidentes e o uso não autorizado de armas atômicas. O Ministério de Exteriores paquistanês assegurou, neste sábado, que as conversas adquirem uma importância especial, por ocorrerem depois do acordo nuclear entre Estados Unidos e Índia. O encontro de dois dias, que começará nesta segunda-feira, buscará promover uma estabilidade estratégica entre ambos os Estados vizinhos e será o quarto desde que se retomou o diálogo entre os dois países em 2004. O ministério completou que a agenda de diálogo é liderada pela assinatura de um acordo de redução do risco de acidentes e do uso não autorizado de armas nucleares. Paquistão e Índia são dois países tradicionalmente inimigos que travaram três guerras, duas delas por causa do conflito na Caxemira. Desde janeiro de 2004, iniciaram um processo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.