Índia e Paquistão trocam tiros na Caxemira; 4 soldados morrem

Exército indiano afirma que paquistaneses cruzaram linha que divide a região e violaram cessar-fogo

Agência Estado e Associated Press

28 de julho de 2008 | 12h30

Soldados indianos e paquistaneses trocaram tiros na disputada região himalaia da Caxemira e pelo menos quatro pessoas morreram, informou o Exército da Índia nesta segunda-feira, 28. O general de brigada Golpa Krishnan Murali, porta-voz do Exército da Índia, disse que soldados paquistaneses cruzaram a linha que divide a Caxemira em uma "descarada violação do cessar-fogo" e abriram fogo contra soldados indianos.   O incidente, segundo ele, ocorreu no setor de Kupwara, na linha que divide as porções indiana e paquistanesa da Caxemira. De acordo com Murali, um soldado indiano e "três ou quatro" militares paquistaneses perderam a vida no incidente.   Desde meados do século passado, quando tornaram-se independentes do Reino Unido, Índia e Paquistão travaram três guerras, duas delas por causa da Caxemira, mas a região vinha vivendo um período de relativa calma desde 2003, quando uma trégua entrou em vigor.   Tanto Nova Délhi quanto Islamabad reivindicam o território himalaio em sua totalidade. Vários grupos de rebeldes islâmicos têm lutado contra as forças da segurança na Caxemira indiana desde 1989.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoAfeganistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.