Índia está "totalmente preparada" para guerra

A Índia está "totalmente preparada" para uma guerra, disse hoje o chefe do Exército indiano, general Sunderajan Padmanabhan, acrescentando que a situação entre as forças indianas e paquistanesas na linha de fronteira "é grave". Falando em Nova Délhi, Padmanabhan afirmou que a Índia não seria a primeira a utilizar armas nucleares em um possível conflito entre as duas nações rivais do Sul da Ásia - que possuem armamentos atômicos -, mas ameaçou com uma represália total caso a Índia seja atacada. Os comentários de Padmanabhan foram feitos num momento em que o presidente paquistanês, general Pervez Musharraf, se preparava para anunciar medidas contra a violência religiosa e o extremismo. Musharraf detalhará as medidas em um discurso previsto para amanhã, segundo um funcionário paquistanês de Islamabad, que pediu anonimato. Nova Délhi está exigindo que Islamabad tome medidas contra os militantes islâmicos com sede em seu território e que lutam contra o governo indiano em parte do território da Caxemira. Os dois países estão à beira de uma guerra desde 13 de dezembro, quando 14 pessoas morreram em um ataque contra o parlamento indiano. A Índia acusa os militantes muçulmanos e a agência de inteligência paquistanesa pelo atentado. Ambos os países enviaram dezenas de milhares de soldados à sua fronteira comum, onde quase todos os dias vem ocorrendo conflitos.

Agencia Estado,

11 Janeiro 2002 | 13h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.