Índia expulsará paquistaneses irregulares

O ministro do Interior da Índia, Lal Krishna Advani, afirmou hoje que seu país expulsará 11.500 paquistaneses em situação irregular. Ele acrescentou que os serviços de segurança estão tentando determinar eventuais ligações entre "terroristas" e paquistaneses que vivem na Índia. A Índia acusa o Paquistão, país vizinho e rival, de colaborar com o separatismo em solo indiano, por meio de seus serviços secretos e grupos armados, principalmente na disputada região da Caxemira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.