Índia fecha 200 escolas para evitar novos incêndios

O governo do Estado indiano de Tamil Nadu ordenou o fechamento de 200 escolas por falta desegurança para continuarem funcionando. A medida foi adotada depois da morte de 90 crianças em um incêndio na escola particular Lord Krishna, em Kumbakonam, a 2.100 quilômetros da capital do país, Nova Délhi.Por determinação do ministro-chefe do estado, J. Jayalalitha, todas as escolas com telhados cobertos por palhas ou bambu terão de substituir os materiais por coberturas que não utilizemmateriais inflamáveis. A nova medida se aplica aos colégios particulares e públicos.Autoridades da Índia afirmaram que o incêndio no Krishna pode ter sido provocado por uso inadequado de folhas secas como combustível dos fornos nas cozinhas da instituição de ensino, no térreo do prédio, onde o fogo começou.Os pais das crianças continuam acusando os professores de terem abandonado os alunos em meio às chamas. Bombeiros que trabalharam nos resgates das vítimas disseram que os educadoresfugiram do local para salvar suas próprias vidas. Cinco funcionários do colégio Krishna continuam presos, entre eles, Pulavar Palanichamy, o diretor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.