Índia homenageia Ghandi com o Dia da Não Violência

O dia 2 de outubro, aniversário de Ghandi é declarado o Dia da Não Violência

Agencia Estado

19 Junho 2007 | 11h05

A resolução da ONU declarando o 2 de outubro, aniversário de Mahatma Gandhi, como Dia da Não Violência, foi muito bem recebida na Índia, cujo primeiro-ministro, Manmohan Singh, considerou neste sábado, 16, a decisão como um motivo de "orgulho". "Manmohan Singh descreve a decisão como um grande tributo a Mahatma Gandhi e um momento de orgulho para a Índia", diz um comunicado do escritório do primeiro-ministro, divulgado neste sábado. A Assembléia Geral da ONU adotou uma resolução, por iniciativa indiana, para celebrar anualmente o aniversário de Gandhi como Dia Internacional da Não Violência. A resolução recomenda que todos os Estados-membros e organizações internacionais comemorem o 2 de outubro de uma "forma apropriada", divulgando "a mensagem da não violência a partir da educação e da conscientização pública". A adoção unânime da resolução foi vista no país como uma vitória da diplomacia. Gandhi, que nasceu em 1869 e foi assassinado por um fundamentalista hindu em 1948, fundou o movimento "Satyagraha", baseado na desobediência civil e na rejeição absoluta da violência, para conseguir a independência de seu país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.