Índia identifica supostos extremistas mortos em Mumbai

A polícia indiana divulgou hoje a identidade e fotografias de nove supostos extremistas islâmicos mortos durante os ataques perpetrados contra Mumbai (ex-Bombaim) em novembro. O diretor de investigação da polícia local, Rakesh Maria, divulgou a identidade e os apelidos dos nove suspeitos durante uma entrevista coletiva. Ele mostrou fotografias de oito homens e explicou que as imagens do nono suspeito não foram tornadas públicas porque o corpo estava muito queimado.Maria citou também a origem de todos os participantes. Todos eram do Paquistão. Ele não revelou, no entanto, como a polícia localizou a cidade natal deles. O único sobrevivente entre os extremistas que promoveram os ataques vem sendo interrogado pela polícia. A Índia atribuiu o ataque ao grupo extremista paquistanês Lashkar-e-Taiba e exigiu de Islamabad que tome atitudes. Mais de 170 pessoas morreram nos ataques a Mumbai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.