Índia implica Paquistão em atentados em Nova Délhi

O ministro da Defesa da Índia, A. K. Antony, sugeriu hoje que o Paquistão ajudou os responsáveis pela série de explosões em Nova Délhi durante o fim de semana, que deixaram 21 pessoas. "Os militantes recebem apoio de fora da fronteira e isso é fato", disse Antony, ao responder uma pergunta sobre o possível envolvimento paquistanês. A Índia freqüentemente acusa o Paquistão de ajudar grupos que estariam por trás de ataques no país, nos últimos três anos. Nova Délhi também acusou agentes da inteligência paquistanesa de envolvimento em um ataque suicida contra a embaixada indiana no Afeganistão, mas oferece poucas provas. O Paquistão nega qualquer envolvimento nos atentados. Além disso, divulgou um comunicado condenando-os. No sábado, ocorreram pelo menos cinco explosões em um estacionamento e em uma área com várias lojas, que estavam lotadas. A polícia apontou como responsável pelos ataques o proscrito Movimento dos Estudantes Islâmicos da Índia. As informações são da Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.