Reuters
Reuters

Índia já tem 102 mortos por tumulto após peregrinação

Tragédia ocorreu após veículo surgir em trilha utilizada pela multidão e provocar corre-corre

Efe,

15 de janeiro de 2011 | 05h47

NOVA DÉLHI - O número de peregrinos hindus mortos após o tumulto ocorrido no sul da Índia na sexta-feira chegou a 102, fora pelo menos outras 50 pessoas feridas, informou uma fonte oficial neste sábado.

"Recuperamos todos os cadáveres nos trabalhos de resgate realizados durante a madrugada, apesar do forte nevoeiro e de ser uma zona montanhosa remota", explicou à agência indiana 'PTI' Jacob Punoose, diretor-geral da Polícia de Kerala, estado onde aconteceu a tumulto.

A tragédia ocorreu na noite de sexta-feira na zona florestal da região de Pulmedu, situada a poucos quilômetros do templo hindu de Sabarimala, que recebera milhares de fiéis em uma das peregrinações mais importantes da Índia.

Os peregrinos, muitos deles de regiões vizinhas, haviam observado desde uma colina a estrela de Makar Jyoti, algo que segundo a crença religiosa indica boa sorte, e estavam iniciando o retorno para suas casas quando um veículo Off-Road surgiu entre a multidão em uma trilha estreita, provocando o enorme tumulto.

Tanto o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, como a presidente, Pratibha Patil, expressaram suas condolências pela tragédia e anunciaram compensações financeiras para as vítimas.

Segundo a agência 'Ians', uma equipe de 60 médicos se deslocou para o local para realizar as autópsias dos fiéis mortos, enquanto muitas pessoas tentam identificar seus familiares.

Tudo o que sabemos sobre:
ÍndiaÁsiaperegrinosinternacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.