Índia prende 20 suspeitos de atentado

Vinte pessoas foram presas neste sábado na Índia por suspeita de conexão com o ataque ao Parlamento de Nova Délhi, na quinta-feira, quando 12 pessoas morreram. A polícia acredita que os terroristas sejam dos grupos separatistas Lashkar- i-Taiba e Yaish-i-Mohammed, sediados pelo Paquistão. Na sexta-feita, o ministro do Exterior, Jaswant Singh, exigiu que o governo do Paquistão prove comprometimento na luta contra o terrorismo internacional, suspendendo as atividades de dois grupos militantes islâmicos, prendendo os líderes e congelando seus bens.Em Islamabad, Yahya Mujahid, porta-voz da Lashkar-i-Tayyaba, afirmou também na sexta-feira, que as acusações de Singh são "um monte de mentiras".A Índia está com as Forças Armadas em alerta, mas não há informação de que o Paquistão tenha feito o mesmo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.