Índia procura vítimas de submarino que explodiu

Mergulhadores da Marinha indiana entraram em submarino que foi atingindo por duas explosões, mas ainda precisam encontrar os 18 marinheiros que podem estar mortos no interior da embarcação, afirmou uma fonte naval. O submarino de fabricação russa também havia sido danificado em uma explosão mortal em 2010 e só recentemente voltou a operar.

Agência Estado

15 de agosto de 2013 | 09h17

O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, afirmou que estava profundamente triste pela morte na explosão e incêndio ocorridos ontem. "18 bravos marinheiros valentes podem ter perdido suas vidas", disse ele em breves comentários nesta quinta-feira, durante um discurso para marcar o aniversário da independência da Índia 1947 da Grã-Bretanha. "Nós homenageamos esses corações valentes que perdemos."

O oficial da Marinha disse, em condição de anonimato, que a água estava sendo bombeada do submarino inundado, para que ele possa ser levantado completamente para superfície. Ele está parcialmente submerso em uma doca em uma base naval de Mumbai, com uma porção visível acima da linha d''água.

Segundo a fonte, não houve nenhum contato com os marinheiros desde as explosões, que iluminaram o céu acima da base. O funcionário disse que parece não haver nenhuma maneira de os marinheiros terem sobrevivido à intensidade das explosões e ao fogo.

"Nós esperamos o melhor, mas temos de nos preparar para o pior", afirmou o almirante DK Joshi, chefe da marinha, ontem em Mumbai. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ÍNDIASUBMARINOEXPLOSÕES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.