Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Índia realiza 3º teste em 2 dias com mísseis nucleares

O Agni-I, concebido para a defesa contra o Paquistão, pesa 12 toneladas e tem capacidade para carregar ogivas nucleares de até mil quilos

Efe

28 de março de 2010 | 08h38

Após realizar neste sábado, 28, dois testes com diferentes mísseis, a Índia ensaiou neste domingo, 29, um novo lançamento do míssil Agni-I, que tem capacidade nuclear, a partir de uma base balística no leste do país, informou uma fonte oficial.

 

Com capacidade para impactar em um alvo situado a 700 quilômetros de distância, o Agni-I foi lançado por membros do Exército de uma base indiana na ilha de Wheeler, situada na região oriental de Orissa.

 

"Foi um lançamento fantástico", disse à agência indiana "Ians" o diretor do centro de testes, S.P. Dash. As forças armadas indianas tinham realizado ontem em Orissa provas bem-sucedidas com os mísseis Dhanush e Prithvi-II, também com capacidade nuclear.

 

O Agni-I, concebido para a defesa contra o Paquistão, pesa 12 toneladas, mede 15 metros e tem capacidade para carregar ogivas nucleares de até mil quilos.

 

A Índia, que da mesma forma que o Paquistão conta com capacidade nuclear, mantém um ativo programa de mísseis guiados que se manifesta em frequentes testes de projéteis, a maioria lançados de suas bases militares em Orissa.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiatestes nuclearesOrissa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.