Índia relembra fundador da dinastia Nehru-Gandhi

A Índia lembrou neste sábado o 42.º aniversário da morte de Jawaharlal Nehru, primeiro chefe do Governo da Índia independente e fundador da dinastia política Nehru-Gandhi.O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, Sonia Gandhi, presidente da aliança governista e viúva do neto de Nehru, o ministro do Interior, Shivraj Patil, e a chefe do Governo de Délhi, Sheila Dikshit, assistiram à cerimônia em memória do fundador do Partido do Congresso.Houve oferendas de flores no monumento em memória de Nehru, em Nova Délhi, uma missa ecumênica e um recital de flauta.Nehru, reconhecido como o fundador da Índia moderna, morreu em 1964, em Nova Délhi, aos 74 anos, quando ocupava o cargo de primeiro-ministro. Ele se manteve no poder por 17 anos, desde a independência da Índia, em agosto de 1947.Sua filha, Indira Nehru, que passou a se chamar Indira Gandhi após o casamento, assumiu o Governo um ano após a morte do pai, e renovou seu mandato em 1977 e 1980.Indira foi assassinada em 1984, mas seu filho, Rajiv Gandhi, assumiu o cargo. Anos mais tarde, ele também seria assassinado, por um terrorista suicida tâmil.A dinastia prossegue na atualidade com a viúva de Rajiv, Sonia Gandhi, que preside o Partido do Congresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.