Índia tem 4,5 milhões de portadores de HIV

Números apresentados nesta sexta-feira, durante o maior congresso sobre aids já realizado na Índia, revelam que o país é tem hoje o segundo maior número de casos, atrás apenas da África do Sul. O número de pessoas infectadas vem aumentando rapidamente. Em 2001, eram 4 milhões de infectados. No final do ano passado, chegaram a 4,5 milhões, de acordo com a Organização de Controle Nacional de Aids da Índia (Naco, na sigla em inglês). Os levantamentos foram apresentados em Nova Délhi. Mais de mil líderes políticos de todo o país, incluindo o primeiro-ministro, deputados e líderes locais, além de representantes de organizações não-governamentais e da ONU, participam do congresso. Durante o encontro, os levantamentos apresentados mostram que o número de grávidas contaminadas com o vírus HIV passou de 1%, pela primeira vez. "HIV/Aids na Índia não está só atingindo os grupos de alto risco e as cidades, mas gradualmente se espalhando pelas áreas rurais, atingindo a população em geral", disse Meenakshi Datta Ghosh, diretor da Naco. Peter Piot, uma das autoridades da ONU em aids, disse que a grande mudança é fazer com que os programas de prevenção à doença cheguem rapidamente a todo país, assegurando também que o tratamento seja acessível às pessoas portadoras do vírus. A ONU acredita que a falta de informação da população é uma das causas do avanço da aids na Índia. As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

Agencia Estado,

25 Julho 2003 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.