Indiano preso diz que Al-Qaeda planeja outros atentados

A polícia indiana afirmou hoje que um homem detido no mês passado confessou que a Al-Qaeda, rede de Osama bin Laden, planejou ataques terroristas na Grã-Bretanha, Austrália e Índia parecidos com os atentados de 11 de setembro nos Estados Unidos.O suspeito - identificado como Mohammed Afroz, um muçulmano de 28 anos residente em uma das favelas de Bombaim - foi ordenado a permanecer duas semanas sob custódia da polícia em uma prisão, onde será questionado.Segundo um oficial de polícia de Bombaim, que pediu anonimato, Afroz foi detido em 2 de outubro depois de ter sido encontrado em um hotel próximo à sua casa.Após os atentados de 11 de setembro, autoridades indianas aumentaram a segurança e iniciaram uma série de buscas a hotéis nas grandes cidades para checar os históricos dos hóspedes.Hoje, o ministro do Interior indiano, Lal Krishna Advani, afirmou que Afroz confessou à polícia "que a rede Al-Qaeda planejou atacar a Grã-Bretanha, Austrália e ou o Parlamento (indiano). Seria uma conspiração maciça".Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.