Indianos descobrem míssil paquistanês na Caxemira

Soldados indianos descobriram ontem um míssil paquistanês terra-ar em um suposto esconderijo de militantes muçulmanos na Caxemira. A descoberta do projétil, guiado por calor, ocorreu em uma zona rural no distrito fronteiriço de Kupwara, afirmou um alto funcionário do Exército, que pediu anonimato. O míssil de 15 quilos, com uma ogiva de 10 quilos, estava envolto em plástico e enterrado em um bosque de Mallarpu, acrescentou a fonte. Tinha a marca "Anza MK 1" e é do tipo que pode ser utilizado contra aviões e helicópteros. Também foram encontradas outras armas e munições.O porta-voz do Exército indiano, coronel Mukhtiyar Singh, confirmou a informação. De acordo com uma revista de defesa, o Anza Mark 1 é fabricado no Paquistão e tem alcance máximo de 4,2 quilômetros e uma velocidade de 500 metros por segundo.A chancelaria paquistanesa se recusou a comentar a informação sobre o míssil. Um funcionário opinou que a descoberta possivelmente se adiantou a alguma operação de guerrilheiros islâmicos que penetram na zona da Caxemira controlada pela Índia. A área está localizada próxima à linha de controle que divide as zonas indiana e paquistanesa da Caxemira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.