Indianos e paquistaneses trocam disparos na Caxemira

Soldados indianos e paquistaneses trocaram disparos durante a noite na turbulenta região da Caxemira, horas antes da partida do presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, para uma visita oficial à China. Não houve registro de baixas, civis ou militares. Antes de sua partida, Musharraf advertiu que seu país responderá com força a um ataque indiano. "O Paquistão quer a paz", disse Musharraf a seu gabinete e aos chefes militares paquistaneses. "Mas se cometerem o erro de atacar o Paquistão, lamentarão sua decisão. Temos o pretexto, a força e o compromisso de nos defender". Em Pequim, Musharraf se reunirá com o primeiro-ministro chinês, Zhu Rongji, para analisar as tensões entre os dois vizinhos do Sul da Ásia, disseram funcionários da chancelaria. A China é o principal aliado do Paquistão e seu primeiro provedor de armas. Esta é a segunda visita de Musharraf à China em menos de um mês. Desta vez, ele está a caminho do Nepal, onde participará de uma reunião dos países do Sul da Ásia.

Agencia Estado,

03 Janeiro 2002 | 12h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.