Indígenas revoltam-se no sul do México

Uma multidão de indígenas do povoado de San Juan Chamula incendiou a casa do diretor de serviços públicos da vila nesta segunda-feira, um dia depois da prisão do prefeito e outros três funcionários da vila. Furiosos com as suspeitas de que os administradores haviam se apropriados dos fundos para o desenvolvimento do município, os moradores, no domingo, já haviam se reunido para capturar o prefeito Juan Gómez, o tesoureiro municipal e outros dois integrantes do conselho local.Os quatro funcionários municipais continuam presos. As autoridades federais e estatais decidiram não intervir no episódio para não provocar mais manifestações da população. San Juan Chamula é uma comunidade indígena empobrecida próxima a San Cristóbal, a 74 Km a sudeste da Cidade do México. O povoado tem uma longa história de violência religiosa entre católicos (a maioria) e protestantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.