Índios e estudantes tentam invadir McDonald´s no Equador

Um grupo de ativistas indígenas e de estudantes universitários equatorianos tentou invadir uma lanchonete McDonald?s hoje, como parte de uma crescente onda de protesto contra a Área de Livre Comércio das Américas (Alca). Negociações sobre a Alca estão marcadas para esta semana, em Quito. Cerca de 30 manifestantes foram detidos por policiais e funcionários que protegiam a Embaixada dos EUA, a poucos quarteirões de distância.Defensores da Alca, prevista para entrar em vigor em 2005, dizem que o livre comércio abriria caminho para o fim da pobreza no hemisfério. Já os críticos do processo de integração vêem a Alca como um pretexto para empresas americanas e canadenses se apropriarem das economias latinas, esmagando as empresas locais.Autoridades equatorianas destacaram mais de 5 mil policiais para proteger a reunião da Alca marcada para sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.